terça-feira, 21 de Julho de 2009

Rochas e solo

Distinção entre minerais e rochas


Os minerais são substâncias naturais que se formam dentro de diferentes tipos de rochas. Para extraí-los, às vezes é necessário cavar bem fundo – abrindo minas, poços e túneis.




 Mina Bingham Canyon Buraco Escavacao Cobre Utah Imagens Terra
maior mina da Terra em bingham canyon mine


Compostas de agregados minerais, as rochas formam massas de grandes dimensões. Constituem a camada mais externa de nosso planeta, ou seja, a crosta terrestre, ainda que algumas delas, também existam em porções da zona abaixo, o manto.

Camadas da Terra


Afloram, ou apresentam-se no exterior, com aspetos muito variados e, com frequência, caraterizam a paisagem por causa de suas formas e cores, que variam de acordo com os minerais presentes. Originam-se por lentos e contínuos processos de transformação da matéria.


As rochas contêm os mais valiosos dados sobre a história da Terra, como os fósseis.

Antes de tudo, é preciso distinguir com clareza as rochas dos minerais que as formam.

Rocha (ou popularmente pedra ou calhau) é um agregado natural composto por alguns minerais ou um único mineral.

Rocha granítica com diversos minerais

Um determinado mineral pode caraterizar uma rocha, quer dizer, estar presente nela em grandes quantidades. Nesse caso, diz-se que é um componente essencial da rocha.


Para saberes mais sobre minerais clica em:
http://mineraiserochas.cjb.net/




Ciclo de rochas


Nas camadas mais externas da Terra, ou seja, a crosta e o manto terrestres, ocorrem os principais processos de formação, transformação e destruição das rochas, que constituem o denominado “ciclo das rochas”.



Para compreender melhor esses processos, devemos ter em conta a presença dos agentes atmosféricos que causam erosão nas rochas e transportam os fragmentos para os vales.


À destruição e desagregação das rochas chamamos erosão. Os factores responsáveis para a sua alteração e destruição são os agentes erosivos:

§  vento: desgasta as rochas e arrasta as suas partículas;
§  água:  dissolve parte dos materiais das rochas abrindo buracos e galerias e desgasta as costas e margens dos rios;
§  mudanças bruscas de temperatura: abrem fendas nas rochas e partem-nas;
§  seres vivos: os animais escavam buracos e galerias, as plantas alrgam fendas com as suas raízes e o ser humano também modifica a superfície.

Após a erosão das rochas pequenas partículas resultantes dessa erosão sofrem transporte:

§  do vento: arrasta a areia e transporta-a de um lado para o outro;
§  das correntes de água dos rios, ondas e marés do mar: arrastam os materiais que arrancam para outros locais.

Posteriormente os materiais acabam por se depositar num local procedendo-se a sedimentação(acumulação dos materiais transportados).


Ali, é provável que se acumulem, mas também podem ser enterrados em profundidades onde as altas pressões e temperaturas os transformam.
Além disso, a matéria rochosa pode fundir-se e transformar-se em magma, que só aparece no exterior através das erupções vulcânicas.

Solo sujeito a erosão

Tendo em conta a sua origem, estrutura, caraterísticas químicas e mineralógicas, as rochas dividem-se em três grandes grupos.

As sedimentares, são as que têm origem na superfície terrestre a baixas temperaturas; resultam da fragmentação de outras rochas, cujos sedimentos se agregam e formam-se massas maiores.



as magmáticas, que se formam pelo esfriamento e solidificação do magma;



e as metamórficas, que são produzidas por transformações estruturais e químicas de rochas de outros grupos. .



As rochas magmáticas e as rochas metamórficas constituem 95% das rochas que estão submersas e as rochas sedimentares, 5% das que se encontram visíveis.

Rochas magmáticas plutónicas

São as rochas formadas pelo magma que solidificou a grandes profundidades. O granito é uma das variedades desse tipo de rocha.





Rochas magmáticas vulcânicas


São as rochas que são formadas pelo magma solidificado a superfície. Um exemplo de rocha vulcânica é o basalto.




Rochas Sedimentares


São formadas através da sedimentação de partículas de outras rochas existentes ou de materiais orgânicos.
Esta sedimentação é causada pela erosão a que as restantes rochas estão sujeitas. Devido a determinadas condições estas partículas juntam-se e dão origem a este tipo de rocha.



Arenito               Calcário


Rochas metamórficas


São formadas através de altas pressões e altas temperaturas, nas quais, as outras rochas são transformadas. Tal situação só acontece em zonas mais profundas da crosta terrestre.






Propriedades de rochas

As rochas têm como propriedades:
§  cor;
§  cheiro;
§  dureza: está relacionada com a capacidade de riscar ou ser riscada por outro material;
§  coerência: se é formada por elemnetos soltos ou por elementos agregados;
§  textura: se tem cristais visíveis a olho nu;
§  estruturas: se tem aspecto maciço, laminado…;
§  reacção com ácido: se faz ou não efervescência com o ácido clorídico.

Rochas – 5º ano
View more PowerPoint from Isabel Ribeiro


Vê mais informações sobre o tipo de rochas e a sua localização em Portugal:


http://www.dct.uminho.pt/rpmic/interactividade/index.html#


Solo


O solo é de importância vital para os seres vivos, pois serve-lhes de suporte dando abrigo às plantas e aos animais e contribui para a sua alimentação. Em conjunto com os seres vivos, constitui a Biosfera.


O solo é uma camada superficial da crosta terrestre, constituída por matéria mineral não consolidada (solta) e pelos organismos vivos e mortos.



Solo (presente à superfície da crosta terrestre) é a camada superior que recobre as rochas, sendo constituído por diversos tipos de minerais em quantidades diferentes (provêm da erosão da rocha-mãe) e de húmus (matéria orgânica decomposta por acção de organismos do solo).
No geral, o solo deriva das rochas, devido aos agentes erosivos e contém matéria orgânica. 


No solo ocorrem muitas situações em que a matéria mineral se transforma em matéria orgânica e vice versa.


Os vários tipos de solo diferem entre si devido à rocha mãe a partir da qual se formaram. 


A formação de um solo inicia-se com:
- a degradação da rocha-mãe, seguindo-se...
- processos erosivos como o vento e a chuva que desagregam a rocha e provocam alterações químicas que levam à sua fraturação: a temperatura que provoca contrações/dilatações fazendo com que apareçam fendas; a ação dos seres vivos (bactérias, fungos, líquenes, insetos, etc.) que se instalam nos fragmentos rochosos contribuindo também para a sua desagregação; etc.




Um solo maduro, após sofrer a erosão e junção da matéria orgânica, encontra-se dividido em camadas (horizontes). O solo deve apresentar 4 horizontes que se podem dividir em sub-horizontes.



Constituição do solo


Os principais constituintes do solo são a matéria mineral, a matéria orgânica, a água e o ar, dependendo as proporções destes constituintes do tipo de solo.


A matéria orgânica, no solo, é constituída por restos vegetais e animais. Uma parte da matéria orgânica constituinte do solo é designada por húmus e acumula-se à superfície.


A matéria orgânica existente no solo facilita a penetração das raízes, a retenção de água e o arar dos solos. O conjunto desta matéria com a matéria mineral, facilita a nutrição das plantas, fornecendo-lhe nutrientes essenciais.


O ar entra na constituição do solo para preencher os espaços existentes entre as partículas sólidas que não são preenchidos pela água. O ar presente nos "buracos" entre as partículas de solo resulta da combinação dos gases da atmosfera com os gases libertados durante as atividades biológicas e químicas ocorridas ao nível do solo, daí ser também chamado atmosfera do solo.
Um solo pouco arejado é também pouco produtivo pois não oferece oxigénio suficiente para a respiração das raízes.


A água é o constituinte do solo onde se encontram substâncias dissolvidas. Desempenha uma importante função na formação de um solo e é indispensável às formas de vida que nele vivem.


A quantidade de água no solo (humidade) depende de vários factores como o clima, a textura, estrutura e permeabilidade do solo, a ação dos seres vivos e varia com o tempo e a situação geográfica do solo considerado. A sua percentagem num solo não é constante porque se encontra sempre em movimento; pode infiltrar-se, evaporar-se ou ser absorvida pelas plantas.

Tipos de solo

Solos arenosos
Os solos arenosos têm boa ventilação. Plantas e micro-organismos vivem com mais dificuldade, devido à pouca humidade. O solo arenoso possui teor de areia superior a 70%.


Solos argilosos
Não são tão arejados, mas armazenam mais água. São menos permeáveis, a água passa mais lentamente ficando então armazenada.

Solo humífero
Esse solo apresenta uma quantidade maior de húmus em relação aos outros. É um solo geralmente fértil, ou seja, um solo onde os vegetais encontram melhores condições para se desenvolverem.



Solo calcário
A quantidade de calcário nesse tipo de solo é maior que em outros solos. Desse tipo de solo é retirado um pó branco ou amarelado, que pode ser utilizado na fertilização dos solos destinados à agricultura e à pecuária. Esse solo também fornece a matéria-prima para o fabrico de cal e do cimento.


Faz os exercícios sobre a matéria anterior:
http://www.malhatlantica.pt/eb1malha/3_ano/em_rochas/em_solo.htm
http://cmota.no.sapo.pt/Hot/5/R+Solo/RSSV.htm
http://www.ebirp.com/ciencias/fa/fa3.pdf
http://www.prof2000.pt/users/rosaritos/testes/Tipos-de-solo.htm
http://www.anossaescola.com/cr/testes/ivani/solo.htm
http://aecoutomineiro.cidadevirtual.pt/depmat/testes_5ano/rochas_solo.htm

Para saberes mais sobre este tema vai ao site:



Correção e conservação do solo

Para tornar os solos férteis procede-se à:
§  cava e lavra: trazem à superfície camadas mais profundas e levam ao fundo ar e plantas e facilitam a infiltração da água no solo;
§  irrigação ou rega: enriquece o solo com água;
§  drenagem: retira água em excesso através da abertura de regos;
§  adição de substâncias: como adubos ou fertilizantes (para solos pobres em matéria orgânica), caliça (para solos pobres em cálcio), areia (para solos pouco permeáveis) e argila (para solos muito permeáveis).

Para conservar o solo e assim evitar a sua erosão existem os seguintes meios:
§  trabalho do solo: com máquinas e técnicas adequadas de forma a renovar o ar, água e húmus;
§  rotação de culturas: para evitar o empobrecimento do solo;
§  culturas em socalcos: utilizadas em terrenos muito inclinados formam degraus que evitam a sua erosão;
§  fixação das dunas: através da plantação de pinheiros e plantas rasteiras para que as areias não invadam os terrenos de cultivo;
§  reflorestamento: nos locais com maior vegetação o solo está mais protegido pelos troncos e folhas das plantas, assim como as raízes fixam o solo;
§  prevenção de incêndios florestais: para não haver destruição de florestas;
§  evitar a formação de lixeiras e o uso abusivo de pesticidas e fertilizantes químicos: que contaminam os solos


32 comentários:

  1. a minha pergunta é como uma rocha metamorfica se funde ha uma rocha magmatica

    ResponderEliminar
  2. muito obrigado por me aguda estou meuito feliz

    ResponderEliminar
  3. Em resposta ao primeiro comentário, a rocha metamórfica irá sofrer alterações na sua estrutura devido à pressão e às altas temperaturas que existem a grandes profundidades. Assim estas fundem-se e transformam-se em lava e depois de solidificar já são designadas rochas magmáticas pois a sua constituição é outra, devido a todas as transformações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. brisa parabens pelo seu blog

      Eliminar
  4. eu queria saber qual a diferença de solo e rocha

    ResponderEliminar
  5. Rocha (ou popularmente pedra ou calhau) é um agregado natural composto por alguns minerais ou um único mineral. A camada externa sólida da Terra, conhecida por litosfera é constituida por rochas.

    Solo (presente na superfície da crosta terrestre) é a camada superior que recobre as rochas, sendo constituído por diversos tipos de minerais em quantidades diferentes (provêm da erosão da rocha-mãe) e de húmus (matéria orgânica decomposta por acção de organismos do solo.

    No geral, o solo deriva das rochas, devido aos agentes erosivos.

    ResponderEliminar
  6. adorei iso vai me ajudar muito na escola

    ResponderEliminar
  7. goiste desta materia si eu fosse copiar oque eu gostei não ia caber na pagína

    ResponderEliminar
  8. espectacular eu adorei tudo isto o que vi

    obrigada em tudo .........................

    ResponderEliminar
  9. mt bom to estudando essa materia

    ResponderEliminar
  10. gostaria de saber quais os tipos de solo?

    ResponderEliminar
  11. muito bom me ajudou muito !!!!!!!!!!!!
    comtinue assim

    ResponderEliminar
  12. quais são os fatores que envolvem a formação e transformação do solo ?

    ResponderEliminar
  13. hj tenho prova entaum eu estudei por esse site isso vai me ajudar muito na prova de hoje:)

    ResponderEliminar
  14. Muito boa as definições!!!Me ajudou muito obrigada!

    ResponderEliminar
  15. Queria saber qual a relação entre a rocha-mãe e o solo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. adorei esse bloog me ajudo mt nas provas de ciencias
      obrigado

      Eliminar
  16. As perguntas que vão sendo colocadas já estão respondidas como o tipo de solos que existem e quais os factores que intervêm na formação e transformação de solo.

    Quanto à relação entre a rocha-mãe e o solo já foram referidas algumas particularidades. Salienta-se também que Rocha mãe é a rocha sobre a qual há a formação de solo. Tanto pode atuar como substrato para a deposição de solo oriundo de outros locais, através da erosão, como também se pode degradar em presença de erosão e tempestades e se decompor em partículas mais pequenas, dando início à formação de solo.

    A camada superficial do solo fértil, também denominado solo agrícola, ele apresenta característica escura, fofa, húmida, rica em matéria orgânica, sais minerais e microrganismos. Abaixo dessa camada, há uma camada de rocha parcialmente fragmentada, com quase nenhuma matéria orgânica, poucos microrganismos e com minerais alterados. Logo abaixo existe uma camada com grandes quantidades de rocha fragmentada.
    Abaixo de todas as camadas, encontra-se um bloco de rocha sólida,denominada rocha mãe.

    Liliana Guerreiro

    ResponderEliminar
  17. queria saber qual é os fatores que envolve solo e rochas? me judem me aprova é terça feira de ciencias!

    ResponderEliminar
  18. eu gostei do blog e bem ineresante legal

    ResponderEliminar
  19. o blog me ajudou muito e eu adoro a materia

    ResponderEliminar
  20. Muito bom!
    Vai ser de grande utilidade devido a linguagem simples que foi colocado o conteúdo.
    Muito obrigada!!

    ResponderEliminar
  21. TA Muito Dificil Meu Trabalhoo !

    ResponderEliminar
  22. muito obrigada,tem serteza que vou fechar a prova!

    ResponderEliminar
  23. Muito boa a matéria, parabéns!!

    ResponderEliminar
  24. parabéns pelo seu site concerteza você conseguiu ajudar as crianças como pretendia

    ResponderEliminar
  25. a minha pergunta e :qual a importancia das rochas para a formaçao dos solos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As rochas são importantes para a formação do solo pois é a partir delas que este se forma.
      A rocha-mãe é a rocha que se desagregou para dar origem ao solo (através da erosão). Se a rocha mãe for o granito,o solo terá muitos fragmentos dos minerais que formam o granito, como o quartzo, o feldspato e a mica. A camada superficial do solo fértil, também denominado solo agrícola, apresenta-se escuro, fofo, húmido, rico em matéria orgânica, sais minerais e microrganismos. Abaixo dessa camada, há uma camada de rocha parcialmente fragmentada, com quase nenhuma matéria orgânica, poucos microrganismos e com minerais alterados. Logo abaixo existe uma camada com grandes quantidades de rocha fragmentada. É uma rocha sólida.
      Abaixo de todas as camadas, encontra-se um bloco de rocha sólida,denominada rocha mãe.

      Eliminar
  26. Respostas
    1. Olá Enzo, aflorar é aparecer à superfície do solo.

      Eliminar